domingo, 16 de abril de 2017

A beleza do realismo

Existem pessoas que acham até muito lindo ouvir "eu gosto de você, te quero na minha vida, mas não sei porquê". Paixão é sentimento forte. Só que isto pra mim soa tão raso. Eu comparo esse tipo de sentimento com o estilo impressionismo de pintar. Olhando de longe você até consegue achar bonito e coerente, mas quando se aproxima do quadro consegue enxergar cada borrão, das pinceladas descuidadas, com o mínimo de definição. E você vê que aquele tipo de arte é mesmo só uma "impressão" das coisas como vemos na natureza.  Mas eu prefiro a simplicidade da reprodução desapaixonada e neutra dos sentimentos sólidos. O que realmente é, de forma sóbria e crua. Pra se dizer que ama, é necessário conhecer a obra final desde o início, no rascunho. Você escolheu, você calculou, você só pode encontrar aquilo que procurou. Então nisto o realismo, com todo o seu contorno e exatidão, é superior ao impressionismo, mesmo desprezado pelos que preferem um estilo mais moderno. Ainda que digam que suas cores são excessivamente mortas, eu continuo achando a realidade de extremo bom gosto. Seja ela se despindo da exaltação romântica de uma era anterior ou das aparências da modernidade do que apenas parece ser.
------

sobre convicção e definição, Mateus 5:37.

Nenhum comentário: